114

Retenção começa no primeiro dia de aula

Muito mais do que uma buzzword, a retenção é e continuará sendo um problema predominante na realidade das instituições de ensino superior, ao menos até que se aprenda a lidar com ela.

Alunos desligam-se das instituições por vários motivos, e não costumam dar aviso prévio. De fato, um número significante daqueles que decidem estudar em uma determinada universidade, falham ao se apresentar já no primeiro dia de aula. Assim, torna-se imperativo que a retenção seja trabalhada a partir do primeiro ponto de contato com eles, antes mesmo do início das aulas, de maneira personalizada e estratégica.

Os alunos conseguem sentir a cultura da instituição cada vez que interagem com a mesma, seja através de um evento, um email ou até mesmo um simples conteúdo postado nas redes sociais, identificando assim se conseguirão se adaptar à universidade. Portanto, todo o cuidado é pouco, e faz-se necessário conhecer de perto os padrões de comportamento de cada um.

A partir do momento em que as instituições passam a entender que os alunos têm particularidades e comportamentos próprios, e reagem de maneiras diferenciadas à cada situação, elas são capazes de estabelecer um relacionamento saudável com eles.

Neste ponto, percebe-se que a tecnologia é uma grande aliada no combate à evasão de alunos. Softwares de análise preditiva conseguem prever o risco de um aluno evadir, bem como quais fatores influenciam este risco, antes mesmo do primeiro dia de aula. Isso é possível através da análise de dados comportamentais extraídos de fontes de informação disponíveis nas universidades.

Com estes insights em mãos, educadores podem planejar ações de retenção personalizadas e eficientes.

Dê uma olhada neste ebook e entenda melhor como a análise preditiva ajuda no combate à evasão de alunos.

_______________________________________________________________________

Faiga Fialho Schmidt
Marketing Team
faiga.schmidt@bravi.com.br
Veja o perfil completo